Sem dúvida um dos maiores nomes da literatura brasileiraCarlos Drummond de Andrade nasceu em 1902 em Itabira do Mato Dentro, Minas Gerais. Sempre interessado pelas palavras e inconformado por natureza (inclusive expulso em 1919 do colégio por “insubordinação mental” rs) encantou em sua trajetória por tratar de temas que se fazem sempre atuais: o progresso desenfreado, a inquietação humana e é claro, o amor!

Leia também: 32 frases e músicas de amor para se inspirar

Falando de forma simples e com um toque de humor e leveza, esse grande poeta da segunda geração do modernismo no Brasil nos encanta por sua simplicidade carregada de sentimento franqueza.

Se você gosta de literatura e admira um belo poemaDrummond é um prato cheio de surpresas para sua alma! Selecionamos algumas das melhores frases de amor de Carlos Drummond de Andrade para você ter um dia mais bonito, inspirar-se ou mesmo colocar no seu quadro personalizado do Mapa do Meu Céu para homenagear aquela pessoa especial, que tal? ?

Frases de amor de Carlos Drummond de Andrade

“Nossa capacidade de amar é limitada, e o amor infinito; este é o drama.”

“Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.”

“Quero que todos os dias do ano, todos os dias da vida, de meia em meia hora, de cinco em cinco minutos me digas: eu te amo.”

“Não importa a distância que nos separa, se há um céu que nos une.”

 “Se você sabe explicar o que sente, não ama, pois o amor foge de todas as explicações possíveis.”

 “O mundo é grande e cabe nesta janela sobre o mar. O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar. O amor é grande e cabe no breve espaço de beijar.”

“Há vários motivos para não se amar uma pessoa e um só para amá-la.”

Por isso, preste atenção nos sinais – não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: O AMOR.

“Amar se aprende amando”

“Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa , se a vontade de ficar juntos chega a apertar o coração: é o amor!”

“Com você aprendi e aprendo todos os dias o que é preciso pra ser feliz, pra amar de verdade.”

“A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade. A dor é inevitável. O sofrimento é opcional.”

Poemas e trechos de poemas de Carlos Drummond de Andrade

Amor e Seu Tempo

Amor é privilégio de maduros
estendidos na mais estreita cama,
que se torna a mais larga e mais relvosa,
roçando, em cada poro, o céu do corpo.

É isto, amor: o ganho não previsto,
o prémio subterrâneo e coruscante,
leitura de relâmpago cifrado,
que, decifrado, nada mais existe.

valendo a pena e o preço do terrestre,
salvo o minuto de ouro no relógio
minúsculo, vibrando no crepúsculo.

Amor é o que se aprende no limite,
depois de se arquivar toda a ciência
herdada, ouvida. Amor começa tarde. 

O amor é isso

 “Carlos, sossegue, o amor
é isso que você está vendo:
hoje beija, amanhã não beija,
depois de amanhã é domingo
e segunda-feira ninguém sabe
o que será.”

 As Sem-Razões do Amor

“Eu te amo porque te amo,
Não precisas ser amante,
e nem sempre sabes sê-lo.
Eu te amo porque te amo.
Amor é estado de graça
e com amor não se paga.”

Trecho de “Amar se Aprende Amando”

Não há tempo consumido
nem tempo a economizar.
O tempo é todo vestido
de amor e tempo de amar.

O meu tempo e o teu, amada,
transcendem qualquer medida.
Além do amor, não há nada,
amar é o sumo da vida.

…e para terminar com chave de ouro, na íntegra:

Síntese da felicidade

Desejo a você
Fruto do mato
Cheiro de jardim
Namoro no portão
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sábado com seu amor
Filme do Carlitos
Chope com amigos
Crônica de Rubem Braga
Viver sem inimigos
Filme antigo na TV
Ter uma pessoa especial
E que ela goste de você
Música de Tom com letra de Chico
Frango caipira em pensão do interior
Ouvir uma palavra amável
Ter uma surpresa agradável
Ver a Banda passar
Noite de lua Cheia
Rever uma velha amizade
Ter fé em Deus
Não ter que ouvir a palavra não
Nem nunca, nem jamais e adeus.
Rir como criança
Ouvir canto de passarinho
Sarar de resfriado
Escrever um poema de Amor
Que nunca será rasgado
Formar um par ideal
Tomar banho de cachoeira
Pegar um bronzeado legal
Aprender uma nova canção
Esperar alguém na estação
Queijo com goiabada
Pôr-do-Sol na roça
Uma festa
Um violão
Uma seresta
Recordar um amor antigo
Ter um ombro sempre amigo
Bater palmas de alegria
Uma tarde amena
Calçar um velho chinelo
Sentar numa velha poltrona
Tocar violão para alguém
Ouvir a chuva no telhado
Vinho branco
Bolero de Ravel
E muito carinho meu.

…gostou? Maravilhoso, né?

Esperamos que Carlos tenha trazido amor e inspiração para o seu dia, e que caso não tenha ainda, complete sua lista de a “Síntese do Amor” diariamente. ?

Olavo Bilac não conheceu o Mapa do Meu Céu, mas desenhou com estrelas o amor que sentia.

Um dos maiores poetas brasileiros, Olavo Bilac (1865-1918) é autor de um poema que tem tudo a ver com os apaixonados e que contém verso que expressa a emoção de amar e ser amado: “Ora (direis) ouvir estrelas…”.

É esse sentimento de ouvir estrelas, quase tocá-las na imensidão na visão do escritor, que muitos certamente sentem quando o amor se torna real. Deixa de ser sonho e, nesse momento, tem o céu como testemunha.

O soneto XIII da obra Via Láctea publicado em 1888 no livro Poesias, marcou a estreia do escritor na literatura e revela o amor que sentia:

Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso!” E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto…

E conversamos toda a noite, enquanto
A via-láctea, como um pálio aberto,
Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora: “Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizem, quando estão contigo?”

E eu vos direi: “Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e de entender estrelas.”

Só quem ama é capaz de ouvir e de entender as estrelas segundo o poeta. Diríamos mais: de presentear quem se ama com o mapa das estrelas  do dia em que esse sentimento mágico aflorou.

Hoje, imortalizar o momento, esse sentimento único por meio do céu quando que se desenhou na imensidão no dia inesquecível de um encontro que muda o rumo de nossas vidas, não só é possível, mas também desejável. Basta enviar os dados que o resultado surgirá como mágica, celebrando esse momento num belo pôster.

Presente único e personalizado, o Mapa do Meu Céu, permite que você possa dizer para o namorado ou namorada que, de fato, ouviu estrelas e as desenhou para celebrar o amor como o fez o imortal Bilac.